06/02/12

O livro que não escrevi

Vasculho, inquieta, as prateleiras em busca de um livro para ler. Tantos títulos e autores, que percorro como se fossem nada ou ninguém. Demoro-me num Nobel, que em tempos me encantou. Ah, esses títulos magníficos, que noutros dias me apetece devorar... Nada. Ninguém.
Tiro dois livros científicos que deixei a meio. Escolho outros dois de Filosofia que comprei não sei porquê. E por fim entendo a minha inquietude. Não estou à procura de um livro para ler. O que procuro, afinal, é o livro que ainda não escrevi...

Sem comentários:

Enviar um comentário